Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico da PMB

Foto da Esplanada

No final da década de 1950, em função do processo de transferência da Capital Federal do Rio de Janeiro para o Planalto Central, verificou-se a necessidade de dotar a nova Capital, ainda em construção, com um contingente do Exército que atendesse as demandas de segurança e defesa do Governo Federal.

Em 1958, próximo ao Palácio da Alvorada, foi estabelecida a primeira Organização Militar do Exército Brasileiro presente na nova Capital Federal, a qual constitui-se no embrião do Comando Militar do Planalto. Em 25 ABR 1960, quatro dias após a inauguração de Brasília, foi criado o Comando Militar de Brasília e 11ª Região Militar (CMB/11ª RM).

Passados pouco mais de dois anos, em 8 AGO 1962, por intermédio do Decreto Ministerial Nr 1.307, o Conselho de Ministros cria a PREFEITURA MILITAR DE BRASÍLIA (PMB) com a finalidade de administrar, conservar, reparar e controlar os Próprios Nacionais (PN) e os Próprios Nacionais Residenciais (PNR) distribuídos ao Exército Brasileiro na nova Capital Federal.

Subordinada ao Comando Militar de Brasília/11ª Região Militar e, tecnicamente, à Diretoria de Obras e Fortificações, a PMB teve como primeiro Prefeito Militar de Brasília o Coronel Técnico Engenheiro de Construção Oscar Alberto de Matos Horta Barbosa, que permaneceu à frente da Unidade de 1º JAN a 02 DEZ 1963.

No período entre 31 DEZ 1963 e 1º JUL1971, conforme a Portaria Reservada nº 111, de 26 DEZ 1963, a Prefeitura Militar de Brasília permaneceu ativada, porém sem efetivos.

Em 4 MAR 1971, o Exército resolve reorganizar a PMB, sendo reativada a partir de 1 JUL deste mesmo ano e ficando subordinada ao então Comando Militar do Planalto/11ª Região Militar. Apenas em 1º OUT 1971 lhe é concedida autonomia administrativa, ocupando quatro salas localizadas no 4º andar, do bloco 4 da Esplanada dos Ministérios (antigo prédio do Ministério do Exército).

QG do Exército

Nesta mesma época, a PMB recebeu, ainda, o encargo de realizar a administração e conservação das instalações recém inauguradas do bloco nº 1 e da garagem do Quartel General do Exército (QGEx), localizado no Setor Militar Urbano, além de mais 1.747 (hum mil setecentos e quarenta e sete) PNR.

Em 21 de dezembro de 1972, por meio do Decreto 71.586, a PMB é transformada em DIRETORIA PATRIMONIAL DE BRASÍLIA (DPB), quando passa à subordinação da Secretaria-Geral do Exército e assume a responsabilidade pelos Blocos 1, 2, 3, 6 e 7 do QGEx e mais 2.622 (duas mil seiscentos e vinte e duas) residências.

O primeiro Diretor foi o General de Brigada HENRIQUE BECMANN FILHO, que permaneceu à frente da DPB entre 25 Nov 72 e 27 Ago 74 e possuía sob seu Comando um efetivo de 24 militares e 360 civis contratados por administração indireta para a manutenção e conservação dos PN e PNR sob sua responsabilidade.

Ao final de 1973, a DPB já tinha sob sua responsabilidade os 11 blocos administrativos do QGEx e 4.004 (quatro mil e quatro) PNR, além da administração do Serviço de Aprovisionamento do QGEx, com uma média diária de 3.000 (três mil) refeições servidas, do Hotel de Trânsito do SMU e das salas de recreação, repouso e barbearias.

Frente Prefeitura Militar de Brasília

Em 1994, sob o Comando do Cel Int QEMA EDISON BRIGONI BRUM COSTA (08 ABR 94 – 31 OUT 97) e depois de passar por profundas transformações estruturais ao longo de mais de três décadas, a DPB é reestruturada e retoma a denominação original de PREFEITURA MILITAR DE BRASÍLIA (PMB), passando à subordinação da 11ª Região Militar.

No período de 9 a 31 JUL 2012, sob o Comando do Cel Eng RIYUZO IKEDA (02 Dez 11 – 28 Mar 14), a PMB ocupa suas novas instalações junto ao novo complexo do Comando Militar do Planalto/11ª Região Militar (CMP/11ª RM), no Setor Militar Urbano, local este onde encontra-se sediada atualmente.

No mês de dezembro de 2014, sob o Comando do Cel Eng FERNANDO MIRANDA DO CARMO (28 Mar 14 – 17 Mar 16), a PMB sofre nova transformação, em decorrência da criação da Base Administrativa do QGEx. As atividades de conservação e manutenção das áreas comuns, serviço de aprovisionamento (rancho), posto médico e odontológico do QGEx e o serviço de correio e administração do auditório Pedro Calmon são transferidos para aquela nova OM.

Atualmente, a PREFEITURA MILITAR DE BRASÍLIA (PMB) administra e conserva 4.526 (quatro mil quinhentos e vinte e seis) PNR, sendo 3.494 (três mil quatrocentos e noventa e quatro) apartamentos e 1.032 (um mil e trinta e duas) casas.

Fim do conteúdo da página